quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Oficina "Ervas daninhas: ver e tornar visíveis" desenvolvida em parceria com o biólogo Vitor Barão, no Sesc Campinas, dias 25 e 26 de julho. 

Nesta oficina os participantes se apropriaram de diversas maneiras de se observar uma planta e criar registros: desenho, descrição textual de características botânicas, impressões, passeios pela área externa para coleta de amostras, munidos de lupas contafios... Cada um confeccionou uma mini prensa de flores e um caderno sanfonado, para a realização dos desenhos. 

Estas experiências possibilitaram a reflexão sobre nossa relação com a natureza, com o olhar sobre as pequenas manifestações de vida no ambiente urbano, além do resgate da nossa relação com o desenho e as práticas manuais. 

Esta proposta parte da ideia de que é possível trabalhar de maneira aprofundada a união entre as diferentes áreas que dialogam entre si e se complementam, no caso, a arte e a biologia. O desenho, que ajuda a instigar o olhar curioso e atento, e a entender a estrutura e a morfologia das plantas; as técnicas de identificação botânica que ampliam a capacidade de reconhecer a natureza e a vida ao nosso redor. Acreditamos que não existem fronteiras tão precisas que separem as áreas do conhecimento, e sim, que todas são formas diversas de entender e assimilar as coisas da vida.


(Fotos: Vitor Barão e Laura Lydia)































Nenhum comentário:

Postar um comentário